A Fulana

Eu não sei quem é a Fulana, mas com certeza quero conhecê-la.

Um professor começou a falar sobre os alunos de uma de suas turmas, e ao descrever uma certa aluna, disse que mesmo após tantos meses de aulas ainda não tinha conseguido entender o je ne sais quoi da tal Fulana: “Ela é amiga de todo mundo! Dos gays, das lésbicas, dos héteros! Tá todo mundo sempre em volta da Fulana!”

A minha reação ao ouvir isso? “Olha, pelo que você está falando, a Fulana me parece uma pessoa ótima, uma pessoa de coração aberto, uma pessoa que aceita as outras como elas são sem preconceitos. Quer saber, eu também quero ser amiga da Fulana!”.

Minha declaração causou risos, mas eu não entendi bem o porquê. Como uma pessoa tão tolerante e agradável como a Fulana pode ser percebida com desconfiança? Como uma personalidade dessas pode ser comentada em tom de deboche? Como esse tipo de comportamento pode ser tido como exceção e não regra?

O mundo precisa de mais gente como você, Fulana! E eu sei que a sua oferta de amizades deve ser grande, mas se houver alguma vaga de amiga sobrando, estamos aqui para isso!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s