A maluca da moeda

O tempo passa, as estações mudam, mas se há uma coisa que não muda na minha vida é a capacidade que eu tenho de atrair maluco. Sabe a cidadã que entra no ônibus ouvindo música (com fones de ouvido, pelo menos), cantando junto e fazendo caras e bocas para transmitir emoção? Senta do meu lado. O cara que perde o próprio carro no estacionamento do shopping? É da minha família. A criatura que liga para o número de telefone errado e teima que o errado é você que atendeu? Me liga quase toda semana.

Último exemplo dessa minha habilidade fenomenal? Estava andando calmamente a noite pela rua quase deserta saindo do trabalho. A moça que andava alguns metros a minha frente deixou uma moeda cair no chão e ao pega-la, achou que me devia alguma satisfação dizendo “Nossa, é muito chato essas moedas que ficam caindo no chão.” Fiz cara de quem entendia a situação e continuei meu caminho, mas ela, que também continuou caminhando, agora ao meu lado, resolveu emendar com “Já perdi R$20,00 na rua, mas uma moça achou, aí eu paguei um cachorro quente e uma Coca-Cola pra ela.”

Inocentemente eu achei que se parasse de olhar para ela e passasse a olhar para a frente, ela me deixaria em paz, mas ela continuou: “Cheirosa essa pipoca! Eu adoro pipoca, mas me dá uma azia terrível… Tá vindo do trabalho?” Oi? Ai socorro, agora ela quer interagir… Para não deixar a pobre maluca no vácuo completo, me limitei a balançar a cabeça em afirmação, mas antes mesmo que eu começasse a fazer o gesto ela prosseguiu: “Eu trabalho no posto de gasolina lá no fim da rua, mas não gosto de andar na rua muito tarde porque é perigoso. Eu moro na Barra da Guaratiba, mas meu namorado e eu morávamos… É só namorado, eu sou divorciada, não deu certo, sabe?”

Então, para o meu alívio, ela disse que era o ônibus dela e entrou correndo. Ufa! Até agora estou meio atordoada com a quantidade de informações que eu recebi aquele dia. Ainda bem que a a rua só tinha uns 500 metros, se fosse um pouco mais eu teria sabido até a cor da calcinha da minha amiga-que-não-gosta-quando-a-moeda-cai-no-chão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s