Minhas meias se odeiam

Pode parecer loucura, mas essa é a única explicação plausível para o pandemônio que se tornou a minha gaveta. Ou elas adoram brincar de pique-esconde quando eu não estou olhando, ou os pés direto e esquerdo de todas as minhas meias simplesmente se odeiam! Mas se odeiam tanto que eles não conseguem ficar juntos por muito tempo. Acho que deve ser pelo tempo de convivência forçada que eles passam dentro do pacote até serem  comprados. Aí quando eles finalmente se vêem livres do saquinho plástico, se rebelam e fazem de tudo para não estar na companhia um do outro. 

A revolução das meias

A revolução das meias

Na hora que eu tenho que sair de casa é sempre a mesma agonia: “Cadê o outro pé da meia?”. As vezes está até dentro da gaveta mesmo, mas lá no outro canto, escondida atrás de vários pijamas. Outras vezes, não me pergunte como, a meia em questão só vai aparecer dias depois, caída atrás do armário, embaixo da cama, dentro da caixa de algum sapato ou de uma bolsa (Juro! Acho que essa estava tentando fugir).

Tem dias em que eu sou vencida pelo cansaço e acabo saindo de casa com um pé de cada meia mesmo. Preciso é levá-las para a terapia para que elas resolvam seus problemas antes que acabem me mandando para a terapia por ser uma maluca que sai de casa com meias descombinantes porque acha que elas tem personalidade e se detestam. Mas acho que vai ficar tudo bem se os sapatos não aderirem à revolução.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s