Serviço Militar Obrigatório II: A Missão

Às vezes eu queria ter nascido menino só para poder participar desse inesquecível rito de passagem que é o alistamento militar obrigatório. Meu quase primo chegou outro dia mais uma anedota fantástica sobre a sua experiência. 

Marcha soldado cabeça de papel

Marcha soldado cabeça de papel

Ele foi a um lugar buscar uma papel (que eu imagino ser o certificado de dispensa ou algo do tipo) e, adivinha só? Tinha uma fila! E, para variar mais um pouquinho, a conversa das pessoas era no estilo Pegadinha do Malandro para ver quem conseguia ficar mais tempo sem rir. 

Os rapazotes da fila começaram a conversar sobre emprego e como era ruim trabalhar no meu querido e amado McDonald’s. Até que um deles falou: 

_ Para trabalhar no McDonald’s tem que ter aquele “atestado de escravidão”. Como é o nome mesmo? 

_ Ai, seu burro! É carta de alforia! _ Não, eu não escrevi errado, ele falou assim, como se só tivesse um r mesmo. 

Antes que meu pseudo-primo tivesse uma crise nervosa, arrancasse os cabelos com as próprias mãos e decidisse virar Hare Krishna, ele percebeu que outro rapaz da fila também estava revirando os olhos por causa do comentário do cidadão e pode ficar em paz sabendo que o problema não era com ele.

Pensando bem, ainda bem que eu nasci mulher…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s