What’s in a name?

Se você tem um sobrenome sem graça como Bento da Silva e não é ator nem cantor para ter um nome artístico, você com certeza, assim como eu, passou a vida toda pensando em se casar com alguém de nome super estranho, diferente e imponente para dar um upgrade na sua identidade e cartões de visita. Acontece que ter um nome desses sonho de consumo nem sempre é legal.

Tenho uma amiga que faz faculdade de história e tem aula com alguns professores ligeiramente esnobes graças ao seu nível intelectual. Durante uma das aulas, um desses professores, ao fazer a chamada, identificou em um dos alunos um sobrenome daqueles que eu acho bem legal, que parece estar faltando vogal pela absurda quantidade de consoantes consecutivas, e foi logo perguntando:

_ Você fala belga, Fulaninho?

_ Eu não, por que?

_ Porque eu notei que a sequência de consoantes do seu sobrenome é típico da Bélgica. Eu, por exemplo, tenho ascendência alemã, por isso eu aprendi a falar alemão…Blá, blá, blá, wiskas sachê…

E ele continuou a falar, falar, falar… Até que, intermináveis minutos depois, o aluno em questão levantou a mão e perguntou:

_ Mas professor, você me deu a presença?

Para aliviar o clima, minha amiga, muito palhaça, foi logo falando:

_ Professor, eu também sei falar a língua do meu sobrenome!

_ É mesmo? Qual o seu sobrenome?

_ Ferreira da Silva, do interior de Pernambuco.

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s